logo

Licença Poética

Loading the player...
Licença Poética
2,033
by Gêneses dos reis, 3 years ago
0 0
Tags:

Música: Licença Poética
Artista: Dino Black
Produtora: Pele preta videio produções
Edição de áudio: Dino Black
Direção artística: ZeroDB
Contato: Dino Black - Face Book

Quer ver seu trabalho divulgado em nosso portal? entre em contato conosco através dos e-mails divulgacao@equipeadiretoria.com / eadhiphop@equipeadiretoria.com
ATENÇÃO!
Se você acha que algum conteúdo do canal infringe seus Direitos Autorais Entre em contato com nossa equipe que o conteúdo será removido imediatamente.

Licença poética 
Autoria: Dino Black

No mundo dos tolos cai me levantei
Motivado pelo som eu tento outra vez 
Quero me encontra mais não sei a onde estou 
Sei que a caixa e como uma tapa o bumbo e como um soco 
Vejo-me preso neste labirinto 
Procuro me refugiar mais eu não consigo 
Diante de um espelho olho dentro dos meus olhos
O desejo e incontrolável as vezes choro
Só mesmo um livro pra colocar a mente no lugar
Quase fui ao fundo do posso, mas consegui voltar.
Neste momento paro fico a pensar
Tenho milhões de coisa bons para conquista
Sou apenas um homem dia te do microfone
Meu sexto sentido me diz “pra que eu não abandone”
Eu sei o quanto e defeco nada e por acaso
Eu trilho o meu caminho o senhor guia meus passos 
Conduzido pelos pensamentos melancólicos da poesia 
Alimento-me do calor do sol que vem da luz do dia
Só mesmo um livro pra colocar a mente no lugar 
Quase fui ao fundo do posso, mas consegui voltar. 
Olho as paredes do meu quarto e vejo uma sombra 
De um homem revolucionário que ainda sonha
Cansado mas partindo a todo vapor 
Aqui estou vestindo a camisa vermelha com a imagem de um vencedor

Só uma palavra me devora aquela que o meu coração não diz...

Sinto que vou resistir por muito tempo 
Buscarei nos louco tudo aquilo que eu penso
Quero viver bem mais que os meus trinta e poucos 
Defendo minha ideologia não trairei meus sonhos
Água mole pedra dura tanto bate ate que fura 
Tenho que lutar sem perder a ternura 
Pra mim isto tem sido um obstáculo 
Em minhas lembradas vêm as cenas do passado 
Construo uma idéia que brota da rocha
Quantos como eu tentei mudar o rumo da historia
Estou indo ide encentro a um choque de opiniões
O ser humano se destrói num abismo de contradições
Muita vez não conhecemos que somos realmente 
Abala as estrutura e isso me surpreenda 
Sobre a lucidez eu sigo o meu destino 
Chego a temer as posições do meu suicídio 
Uma presença oculta de mim se aproxima
Nada do que eu posso me alucina 
No espelho da minha alma que os bons ventos venham ao meu favor
Meu peito chega a padecer de tanta dor 
E sinto dividido entre o ódio e o amor o 
Poeta não morreu foi ao inferno e voltou 
Cantado a verdade como hino de louvor
Eu sou um vencedor

Recomendado

Featured
Featured

View More

 

Login

Remember me

web-radio

radio
radio
radio

© 2004-2017 Equipe AD iretoria Hip Hop. .:|:. © 2017 Itanhangá Web Shoping.
Endereço: Rua E05 Quadra 63 Lote 21 Casa 02 CEP 75690-000 Estância Itanhangá - Caldas Novas Goiás. CPF/CNPJ: 010.575.301-74.
Contato: +55 64 9 9249 6719 Claro Whatsapp / +55 13 9 9647 6614 Vivo. E-mail: eadhiphop@equipeadiretoria.com
All Rights Reserved.

Please publish modules in offcanvas position.